GBU CLOCK

domingo, 22 de agosto de 2010

Pesquisadores e jornalistas observam e filmam Ovnis em rota turística no Chile.


Um pesquisador e correspondente de uma famosa revista ufológica do país enviou uma ocorrência que supostamente daria sequência à partir do dia 11 de Agosto enquanto acessorava jornalistas até a conhecida Rota Ufológica da região de San Clemente no Chile - Consta as palavras de Rodrigo Fuenzalida, do grupo Agrupación de Investigaciones Ovniológicas Nacionales (AION).

" Na semana passada, dia 11 de agosto, fomos a San Clemente, junto a uma equipe da TV Nipon Televisión Network, do Japão, e o canal Mega, chileno, onde nos aguardava o prefeito. Fizeram-se algumas apresentações no salão em que nos reunimos, e apresentamos o que será o Projeto Radar de detecção de UFOs na zona. Isto acabou terminando aproximadamente umas 22h15. Fomos em direção aos aposentos e me chamou a atenção que havia uma rara luz, acima do setor da represa do lago Colbún", narrou Fuenzalida. E continuou. "Sobre uma colina especificamente. Em um instante, o corpo se subdividiu em outras esferas e aí aconteceu tudo. A equipe do Japão e da Mega instalaram as câmeras e tivemos um verdadeiro show de 20 minutos, onde o UFO lançava fases e feixes de luz, soltava esferas etc. Estamos trabalhando com um dos videos e a verdade é que foi muito emocionante para todos" conta.


Segundo a revista especializada foi enviado para análises o material específico redigido pelo pesquisador Rodrigo Fuenzalida; tendo inclusive disponível novas informações sobre o caso, como mostra à seguir:

Há algumas semanas, o ufólogo e correspondente internacional Rodrigo Fuenzalida entrava em contato Toru Inose, este último em representação da Nipon Television Network, com a finalidade de fazer uma reportagem sobre a Rota Ufológica de San Clemente, no Chile. A idéia era assessorar os colegas japoneses, sobre os conteúdos ufológicos que proporcionava a zona, e mostrar os pormenores do projeto Radar da Agrupación de Investigaciones Ovniológicas Nacionales (AION), a ser implementado em San Clemente. Outra das instâncias era reconstituir os acontecimentos insólitos que Fuenzalida vivenciou com o jornalista Isaku Kotera, do diário Yiomiuri Shimbun, na noite de 24 de outubro de 2008, quando, no meio de uma prospecção à área, tiveram quatro incidentes ufológicos em uma só noite, levando a Kotera à realização de uma crônica, onde também detalhou sua experiência.

Rapidamente, tomou contato com outros integrantes da AION, com a finalidade de coordenar uma nova expedição à zona, dando o máximo apoio, tanto aos amigos de San Clemente como aos visitantes nipônicos. Rodrigo Ugarte, jornalista da TV Mega, também se prontificou a acompanhar o grupo, sendo este um conhecedor do tema, que a Comunidade Ufológica Chilena respeita. Por fim, marcaram a expedição para os dias 11 e 12 do presente mês de agosto, chegando ao lugar no final da tarde, onde repórteres acabavam de entrevistar Elizabeth, uma testemunha de avistamento ocorrido sobre um silo (depósito de cereais) característico do setor Colorado.

Deslocaram-se até as cabanas nos arredores do lago Colbún, de propriedade de Igor Mundigo, onde se instalaram e, logo após, foram chamados ao salão de eventos, numa improvisada conferência de imprensa com autoridades locais, encerrando-se aproximadamente às 22h15, quando então se dirigiram ao local da vigília. A AION conhece bem a geografia regional, inclusive identificando os caminhos, estradas, focos das áreas rurais, caçadores etc. São um exercício importante na hora de realizar alguma operação em busca de fenômenos aéreos não identificados.

No caminho, Fuenzalida foi quem divisou primeiramente uma luminosidade amarelada sobre as colinas, situadas na direção da central hidrelétrica Colbún Machicura, estava em uma área complexa e seu brilho parecia bem diferente. De repente, se elevou, chamando a atenção dos demais integrantes da equipe. Agora, o fenômeno denotava movimento e o câmera da produção japonesa tratou de acionar o equipamento e enfocar o corpo luminoso, seguido depois pelos repórteres chilenos. Seguia avançando para esquerda e, em determinado momento, dava a sensação, segundo os presentes, pelos movimentos das luzes, que se subdividia. Através de binóculos, apreciava-se duas fontes de luz, aparecendo outra em seguida, quando mudou sua cor a um tom azul, e quem acompanhava tudo através das filmadoras descrevia detalhes surpreendentes que eram registrados pelas mesmas. Conforme narraram, podiam verificar como se desprendiam vários corpos menores, que não eram percebidos visualmente pelos observadores. Por outro lado, apreciava-se um giro sobre seu eixo, na estrutura principal.


O Ovni voltou a sua posição inicial, às vezes lançava flashes de luz que iluminavam até o lago, depois se elevou por sobre o perfil da colina, tornando mais difícil uma explicação convencional. Da cor branca, modificou ao vermelho, "um vermelho intenso, que depois voltou a clarear". Posteriormente, seguiu seu avanço até desaparecer. Muitas eram as reações das testemunhas e tornou-se necessário esgotar todas as hipóteses convencionais, antes de mais nada. Dois caçadores que se encontravam no grupo assinalavam que não se tratavam de focos usados pelos mesmos. Ugarte sugeriu que tinha de ir ao lugar e confirmar qualquer movimento na área, seja de pessoas, veículos etc.




Partiram em caravana e encontraram com um portão, sob sistemas de segurança modernos, era óbvio que estavam em frente a entrada da central hidrelétrica. Um telefone ali existente ajudou a resolver ainda mais parte do problema. O chamado do segurança foi recebido por Ugarte e as câmeras acenderam-se para gravar a conversa. Assegurou [a segurança] que não havia ninguém nas instalações nesse instante, e menos ainda sobre o morro assinalado. "Impossível", asseverou a guarda.

Retornaram, então, às cabanas. No dia seguinte, as entrevistas, análises e tratando de encontrar diferentes hipóteses que expliquem o acontecido, também descobriram que um apagão teria afetado a cidade de Talca por vários minutos na noite anterior. Foram cerca de 20 minutos de observação de um fenômeno com orígem não identificada e gravado com câmeras profissionais e contando com registros de qualidade. As imagens estão sendo analisadas por peritos e, até o momento, segundo os informes dos pesquisadores envolvidos, as notícias são boas. Aguardamos por resultados das investigações, assim que estiverem disponíveis.

Acompanhe os vídeos sobre casos e aparições na famosa rota turística ufológica no Chile:

Parte 01:

video

Parte 02:

video

Fonte: Revista UFO.

Análises Parciais:

1 - O caso no lago chileno é de meras ao interesse de muitos estudiosos e significativo para que popularize cada vez mais as expectativas sobre os fenômenos ufológicos, mas algo nos chamou atenção, nota-mos em uma das frames que a realidade sobre os fatos tenha mais uma nova direção, o que talvez desagrade ou ajude a fonte que enviou o material para a referente revista brasileira de Ufologia. Deixamos claro que o nosso propósito antes de tudo é analisar as imagens, por tanto não fazemos senso crítico as testemunhas pelo que observaram e relataram.

Frame analisada

Observe a imagem em que um objeto voador sobrevoa um ponto sobre o lago e com a sua (s) luz (es) que não é tão intensa parece cortar as águas e logo em seguida agita-las (Seria alguém segurando um holofote ou refletor portátil ???) (E a agitação na água, quem estaria causando o efeito ???); contudo percebemos com os filtros utilizados uma superfície logo abaixo do objeto causando a nítida impressão tratar-se de uma ponte ou talvez uma encosta com vista panorâmica muito utilizadas em pontos turistícos. E o que nos faz admitir tal possibilidade ?

Assistindo o vídeo percebe-se que a (as) luz (es) mesmo instável (eis) e nesta sequência analisada o objeto voador se mantem em mesma altura na ponte ou na suposta vista panorâmica quando parece voar sobre o lago, mas, existe nas imagens dificuldades do cinegrafista em manter a câmera com estabilidade o que claramente indica que fôra retirada de sua base ou tripé dando mais dificuldade para melhorar nossas teorias. Percebe-se algumas edições no vídeo e são coerentes pelo curto tempo que suponha-se ter ido ao ar na emissora que acompanhou o acontecimento e para nós do GBU aponta uma dificuldade exata em saber se existe ou não cortes que foram obstruindo as sequências normais do vídeo; para nós era de suma importância e ponto chave nesta questão. Quanto as testemunhas, as imagens não deixam mentir que realmente elas presenciam um fato importante para a Ufologia Mundial; contudo com as inúmeras fraudes já veiculadas e acompanhadas por todos nós, inclusive relatos, o caso e o material deve ser revisto várias vezes pelos pesquisadores e especialistas como acredita-mos que "esteja acontecendo"; para desmistificar quaisquer dúvidas e autenticar o caso como extraordinário, valoroso e de extrema importância para futuras pesquisas.

2 - Uma nova análise surge na medida em que os fatos passam a ser re-vistos repetidas vezes, o que amplia novas teses sobre o caso.

Nesta ampliação tivemos o máximo em cuidado para que não perde-se o foco, contudo à distância impossibilita com os recursos utilizados uma melhor nitidez, porem acreditamos não diminuir nossa análise. Observando a luz azulada ao centro fizemos algumas comparações que afugenta em tese de que se trata de um Ovni ou mesmo de uma sonda alienígena, compare com estas fotos obtidas na Internet.

Refletores usados em eventos.

Refletores em local público.

Refletor sendo usado em casa de show.

Os exemplos surtem alguns pontos as nossas pesquisas e objetiva em tese que as luzes vistas e acompanhadas por testemunhas no Lago Colbun na verdade e por mero descuido seja um erro de interpretação, o que também não descarta a possibilidade de fraude neste caso, porem ainda existe algumas dúvidas, e uma delas aponta por exemplo; houve uma inspeção dos técnicos de plantão nas instalações da usina com todos os aparatos disponíveis como os "supostos refletores"? - Mas em parte existe outras contradições à esclarecer, uma delas, a pessoa que afirmou não ter tido qualquer movimentação ou inspeção técnica na usina próxima ao lago seria mesmo um segurança, e sendo, teria ordens para cooperar e motivar com sua afirmação diante aos repórteres e pesquisadores por telefone, ampliar a curiosidade dos demais observadores destas imagens e relatos depois de veiculadas nas emissoras de TVs o que geraria novos grupos e pessoas a vir a visitar a rota turística ? - É um fato a se pensar sobre todas as hipóteses, pois outras estão por vir !

Fonte: Grupo Brasileiro Ufologia.

4 comentários:

  1. São dois ou um Ovni, que confusão que o vídeo faz ?

    ResponderExcluir
  2. Eu li isso na revista ufo, eu quero saber se vocês irão concordar com a análise que a ufo mandou fazer.

    ResponderExcluir
  3. Analisar fotos ou vídeos não é uma tarefa fácil, mais parabenizo vocês pelos esforços.

    ResponderExcluir
  4. Aldebaran Gouveia Lins e Silva.21 de setembro de 2010 10:46

    Eu estava lendo as publicações da revista Ufo e como tudo lá é restrito e tem que comprar, no resumo de uma matéria diz que as publicações não podem ser reproduzidas em outros informativos, por certo eles ficaram cientes do trabalho que vocês fizeram com esta matéria e sempre andaram na contra mão forjando contatos e et's e agora querem proibir mais infelizmente ou felizmente conseguem com uma pressão sobre o governo a liberação de documentos brasileiros abrangentes e no conteúdo ufologico e realmente foi um tiro em alvo certeiro. Mas não fico convencido e acredito participação desta revista com notícias fraudulentas e a mim muito visíveis.
    Lamentável que a ditadura e as barreiras nas informações tenha que ser na exclusiva de um único meio comunicativo. Meu protesto e minha repudia a revista Ufo; os meus parabéns pela coragem em agir de boa fé e revelar uma farsa de um dos correspondentes e a sua respectiva fonte que venho notando agir de má fé e manipulando informações em proveito próprio.

    ResponderExcluir