GBU CLOCK

domingo, 15 de agosto de 2010

Na China passageiro filma Ovnis pela janela do avião.

Segundo a fonte, este vídeo foi filmado dentro de um avião na China, o qual teria sido desviado de um aeroporto no mês passado devido a inúmeros Objetos Voadores Não Identificados sobrevoando a área do aeroporto e pondo em risco a vida dos passageiros e a segurança das aeronaves.

Nas imagens identifica-se três objetos em tons amarelados acima e do lado direito da aeronave, onde dois deles fazem exibições sutis como se estivessem unindo-se em pleno voo.

Porem o que se sabe é que a fonte pede que especialistas analisem as imagens e que possa esclarecer se os objetos são ou não de procedência extraterrestre.

Vídeo:



Fonte: Gawker.



Primeira tese (Não é conclusão).

Após ver o vídeo identificamos que primeiramente os objetos filmados são apenas dois e o terceiro logo acima é apenas o reflexo da Lua, cumprindo parte da análise, o que dificulta agora é concluir se há possibilidades destes dois Ovnis serem na verdade leds apontados para o vidro na janela, e tal hipótese não pode ser descartada, pois ao aproximar com o zoom o objeto da esquerda percebe-se que a sua estrutura emite um desfoque como se estivesse em uma distância maior que a do primeiro objeto a direita onde pouca distorção é percebida. Contudo, há poucas evidências e talvez os objetos voadores tenha qualificação alienígena, para confirmar uma das hipóteses precisamos de mais análises e contamos também com a ajuda de vocês, afinal todos nós somos pesquisadores e nada é restrito ou exclusivo.

Segunda tese (Não é conclusão).

Nesta foto os recursos normais são muito praticados por especialistas e amadores, como saturação, contraste, brilho e efeitos como de luminância entre tantos, que podem esclarecer alguns pontos em edições de fotos, assim como auxilia em frames retiradas de vídeos, o que vem a ser o caso a seguir:
Usado os recursos obteve-se uma diminuição dos pontos que produziam efeitos como os supostos objetos voadores, e o reflexo da Lua (parte superior) (setas verdes) o que não foi o caso da Lua (seta vermelha) como referência, em tese as fontes menores (Supostos Objetos Voadores) desaparecem com os recursos usados e atribuindo as suspeitas que as fontes por não conter um corpo físico suficiente para manter a luminosidade condiciona a ter aspectos inferiores de pouca intensidade e brilho dificultando em parte uma análise mais completa, o que não quer dizer que seja impossível verificar ser é ou não uma montagem merecendo mais atenção para que se tire todas as dúvidas pendentes.


Terceira tese (Não é conclusão), Porem:

Seguindo as análises, pois o que existe são hipóteses e devem ser estudadas e averiguadas; insisto que acompanhem a mesma foto anterior com menos recursos, os quais já mencionados; sugere duas fontes principais em (setas vermelhas) ;e acrescento uma observação para que fosse percebida uma dualidade nas fotos, reforçando argumentos do que pode ser feito com os recursos de editores modificando e provocando erros, o que vemos em muitos casos, contudo, as duas fontes que designa-mos como reflexos nesta análise (setas verdes) aumentam em termos simples, que uma representa o reflexo do objeto (exemplos: Led ou lanterna de bolso) emitindo a luminosidade no vidro da aeronave e a outra referente ao reflexo natural da Lua, porem faça-se jus e considerem novas evidências sejam elas apresentadas elucidando o caso por definitivo, pois, não somos donos da razão e não temos exclusividade sobre nenhum dos casos que aqui divulgamos.

Obs: A foto em questão apresenta duas setas sobre expostas em tons diferentes; onde feita a análise de uma das fontes para que se note os erros e que se aprenda com eles.

Fonte: Grupo Brasileiro Ufologia.

8 comentários:

  1. Reflexos de luz no vidro (duplo) do avião.
    Não aesquecer, antes de tudo, que os aviões têm dois conjuntos de vidros. Um exterior e outro interior, com um espaço entre eles de cerca de 2 a 3 centimetros.

    Reparem como as luzes só se movimentoam com o movimento da câmara.

    ResponderExcluir
  2. Ruth Marry Campelo.16 de agosto de 2010 07:56

    Então é outro caso desvinculando a seriedade da ufolgia pelo jeito o que é uma pena.

    ResponderExcluir
  3. O tédio de muitas horas no avião e altitude provocou o distúrbio no chinês maldoso rrss.

    ResponderExcluir
  4. Foi apenas a minha opinião. Não tem qualquer validade enquanto conclusão.

    É apenas uma possibilidade a ter em conta na avaliação deste caso.
    Nada como testar esta teoria.

    ResponderExcluir
  5. Ufologo nunca diz logo o que é, não sei porque, é medo de críticas ?

    ResponderExcluir
  6. Não.
    É cauteloso.
    O mau investigador é o que dá a sua definitiva opinião sem ponderar os factos e os indicios.
    Talvez para poder ficar com os louros da resolução do caso...

    ResponderExcluir
  7. Como é divertido e sério hipóteses ou teses em uma análise, vocês acertaram ao montar um Blog, deixa mais próximo as pessoas e não tem aquela pressão de acertar na primeira, é o mesmo que conversar cara a cara, gostei do que li e vi.

    ResponderExcluir
  8. Só quero levantar uma duvida:

    sé o objeto de baixo é a Lua, que brilho forte era aquele que aparece só um pouco entre 0:47 e 0:49 segundos.

    Não é interno senão pegaria todo o topo do vídeo, ta difícil de acreditar nisso...

    ResponderExcluir