GBU CLOCK

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Notoriedade científica. Hynek disse "sim" mas Sagan disse "não".


Novas revelações vem a tona e mencionam que Carl Sagan sabia que alguns OVNIs são de origem extraterrestre e que poderia aumentar ainda mais as controvérsias do governo americano de encobrir informações e arquivos importantes de OVNIs. Isto vem na véspera da X-Conference, em Washington D.C e de uma Campanha "extra" para o plebiscito que almeja criar uma Comissão de Assuntos Extraterrestres em Denver - Arizona - EUA. Comentários alegados a Sagan refletem a política oficial do E.U. em negar publicamente a existência de OVNIs e a visita de seres inteligentes vindos do espaço, enquanto suponha-se secretamente reconhecerem a sua presença na Terra.

De Zland Communications Network News:

O famoso astrónomo e astrofísico Dr. Carl Sagan revelou uma vez ao Dr. J. Allen Hynek que ele acreditava que os OVNIs eram reais, mas não quis fazer declarações públicas para evitar a perda de financiamento as suas pesquisas acadêmicas. Outrora a poderosa influência de Sagan através da ciência jogou abaixo a realidade dos OVNIs e agora está sob contestação.

Em uma entrevista ao Zland Communications a autora e investigadora jornalística Paola Leopizzi-Harris , disse:

"Tenho em minha lembrança o que Hynek me disse enquanto aguardava sua participação nos bastidores do programa Johnny Carson Tonight, junto a ele Sagan fez um comentário." Ele basicamente disse (a Hynek) em 1984, "Eu sei que os OVNIs são reais, mas eu não arriscaria minhas pesquisas e a ajuda financeira que recebo (verbas) como você, para falar abertamente sobre eles (OVNIs) em público.''

Foi uma revelação surpreendente de Carl Sagan, um dos cientistas mais conceituados deste século - e agora divulgado recentemente à público por Paola Leopizzi-Harris, uma ex-colaboradora do Dr. J. Allen Hynek, que trabalhou com ele 1980-1985.

Dr. J. Allen Hynek serviu como consultor científico civil para a Força Aérea dos E.U. - Projeto Livro Azul de 1952-1969, inicialmente tomou uma posição crítica e cética sobre qualquer coisa relacionada à realidade dos OVNIs. Em um de seus próprios relatórios, afirmou:

"Eu tinha começado como um "desmistificador convicto", tinha uma grande satisfação em pesquisar o que parecia à primeira vista, casos com níveis de soluções confusas e com interpretações errôneas. Eu era o arque-inimigo dos "grupos de entusiastas" que acreditavam cegamente que os OVNIs eram reais e de procedências interplanetárias, o meu papel em desmascarar essas confusões era o que a Força Aérea esperava de mim - ("Hynek, J. Allen. 'The Hynek UFO Report" Dell Publishing. Co. 1977).

Depois de deixar o projeto Blue Book (Livro Azul) o pseudo-investigador dos E.U. Hynek deixou os domínios e a área de relações públicas da Força Aérea onde investigava e desmistificava os casos de OVNIs, escrevendo mais tarde:

"Agora, entretanto, a documentação que coloca à controvérsa relação governamental (E.U-OVNIS) tem uma luz no fim do túnel e se encontra disponível. Os (autores) fizeram bom uso dos documentos divulgados por meio do mecanismo do Freedom of Information (Liberdade de informação) e outros dados que tenham sido colocados à disposição deles...o que mostra que a CIA e NASA deixam de ser inocentadas sobre o conhecimento dos diversos documentos e pela falta e o suposto desinteresse colocando-os em prevaricação ".

Hynek passou a dizer: "Se o governo continuar a manter sua posição ao dizer que os OVNIs são inexistentes, as provas face aos documentos já divulgados e de outros elementos de convicção apresentados neste livro é pueril e em certo sentido um insulto ao povo americano". ("The UFO Cover-Up". " O UFO Cover-Up").(Fireside books, Simon & Schuster 1984) (Livros Fireside, Simon & Schuster, 1984).

As credenciais de Hynek são realmente impressionantes, foi inclusive consultado sobre o filme de Stephen Spielberg Close Encounters (Contatos Imediatos), assim como também apresentou um relatório sobre os Ovnis na ONU (Organização das Nações Unidas) em 1978.

Sagan, aprofundou-se ao tema OVNIs e, possivelmente, conheceu o Dr. Hynek em 1966, quando Sagan tornou-se membro de uma comissão para a Revisão do Projeto Blue Book (Livro Azul). Esta comissão concluiu que o Projeto da Força Aérea Americana havia faltado termos mais específicos ao não incluir estudos científicos, e recomendou um projeto universitário para dar ao fenômeno OVNI "escrutínio"(estudo minucioso) científico.

Nos círculos científicos a notoriedade de Carl Sagan abriu muitos debates realizados sob os auspícios da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS). Em 1969, ele (Sagan) desafiou J. Allen Hynek ao demonstrar que as investigações de OVNIs não tinham prioridade para ser consideradas graves - Hynek argumentou que sim e que era uma prioridade, mas Sagan disse que não necessariamente.

Fonte: Examiner

Indiscutivelmente são duas personalidades importantes na Ufologia Mundial e seus métodos em desmistificar onde um negava parcialmente e o outro procurava de uma vez por todas incluir a verdade tornou-os tão conhecidos quanto as suas próprias divergências científicas a respeito dos discos voadores.


3 comentários:

  1. Li a réplica na comunidade de vocês e fiquei surpreso com as acusações ao Gevaerd, que absurdo,retrato de frustação pela péssima entrevista no Jô Soares do Kentaro claro que acabaria sobrando para alguém e essa reportagem de vocês gerou uma bomba entre os dois!

    Adoro a comunidade é muito legal e organizada.Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Duas bobagens em pouco tempo ah Kentaro.

    ResponderExcluir
  3. Duas bobagens em pouco tempo da lhe japa.

    ResponderExcluir